Trabalhar no Canadá – 5 chaves para sucesso no mercado digital canadense.

October 27, 2015

Apesar de ser canadense, eu tive a oportunidade de começar a minha carreira ao trabalhar no exterior em uma startup no Brasil. Lá, eu aprendi sobre a diferença entre CLT e PJ, as dores de abrir uma conta bancária e problemas encontrados no mercado brasileiro. Depois desses 4 anos vivendo e trabalhando no Brasil, eu voltei para Vancouver em Julho de 2014, com o olhar de um brasileiro buscando uma nova oportunidade de trabalhar no Canadá. Nessa mudança, eu achei um caminho para entrar no mercado digital canadense, e vi o quão rápido ele estava crescendo. 2015 está sendo o melhor ano para Startups no Canadá deste 2002, com Shopify fazendo um IPO, Plenty of Fish foi vendida por mais de R$1 bilhão, Intel comprando o Reckon por mais de R$500 milhões e Hootsuite levantando mais R$250 milhões. Se você quer fazer essa grande mudança na sua vida profissional e pessoal, aprendendo a trabalhar no exterior nessa nova economia global no Canadá, seguem 5 passos:

  1. Melhore seu inglês Isso não deve ser uma grande surpresa, mas se você não fala inglês, ou pelo menos o básico, você não vai poder trabalhar no Canadá. Felizmente, hoje em dia há vários jeitos de aprender inglês sozinho ou online. Recomendo bastante você praticar todos os dias. Ler blogs como Beta Kit e escutar podcasts como Startup Canada Podcast é um bom começo.
  2. Seja um Ninja em vistos  Fazer seu visto canadense no jeito certo é importante e também algo que pode gerar muito estresse desnecessariamente.  Muitos brasileiros vêm estudar no Canadá para depois trabalhar ou abrem seus próprios negócios. Porém, cada um possui um perfil, e com o novo sistema de imigração chamado Express Entry, existem várias coisas que você pode fazer para conseguir seu visto de residente permanente.
  3. Ter as habilidades certas Não importa se você é o melhor empreendedor, designer ou programador do mundo, você nunca vai ter sucesso globalmente ou aqui no Canadá se você não souber como demonstrar as suas habilidades. Coisas como portfólio, LinkedIn, seu CV e Cover Letter, além de um perfil no Angel List vão fazer a diferença entre ter sucesso ou não. Recomendo que foque no LinkedIn para fazer networking com potenciais empregadores ou investidores antes de vir para trabalhar no Canadá.
  4. Saber como demonstrar suas habilidades Como acabei de falar, networking é a chave. Quando você está mudando de país e começando do zero, conhecer as pessoas que realmente podem ajudar você vale ouro. Use seu tempo no Brasil para fazer contatos aqui. Tente agendar reuniões e entrevistas, converse com investidores e empresas canadenses.
  5. Ter as Conexões certas

O Canadá necessitará mais de 182.000 profissionais de tecnologia até 2019. Vamos  precisar de pessoas para trabalhar no Canadá com desenvolvimento de software, banco de dados, redes, testes e todas as outras áreas relacionadas a TI. Para exemplificar, vou citar algumas das habilidades que estão em alta hoje e que devem continuar nos próximos anos: .Net, Java, Ruby on Rails, PHP, iOS, Android, Java Script e suas vertentes, HTML, CSS, Agile, SQL, Oracle, NoSQL, BigData, gerenciamento de ambiente Windows e Unix e habilidades de marketing digital. Caso você tenha conhecimento e experiência em alguma dessas tecnologias, você está no caminho certo para ter sucesso aqui. Alem de todo o conhecimento técnico, habilidades gerenciais e de negócio serão imprencidíveis caso queira abrir sua própria startup ou conseguir um cargo voltado para o lado gerencial. Saber como trabalhar com mercado global é talvez a habilidade mais importante para o sucesso da sua empresa no longo prazo. E o clima do mercado canadense é favorável  para profissionais que querem dar um up em suas carreiras. Abraços, Equipe VanHack